26 de fevereiro de 2014

Ritinha, formas tens tu, mas bom gosto é coisa sobre a qual nunca deves ter ouvido falar...
E não, não estou possuída pela dor de cotovelo. Já não é a primeira vez que esta menina tem assim uns "devaneios de moda".

25 de fevereiro de 2014

Quero... *2

Ai, ai nunca mais chega o bom tempo para poder pavonear-me com roupinhas giras como estas!!
(Duas primeiras fotos Mango, penúltima H&M, última Oysho e restantes Zara. Porquê Zara? Porquê que tens sempre peças TÃO lindas?!?!)

23 de fevereiro de 2014

Regresso à tradição

À semelhança dos países que visitamos e nos quais nos sentimos em casa, também há espaços (restauração e não só) onde acontece o mesmo. Foi no final de Novembro que me cruzei com a Leitaria da Baixa e, desde logo, fiquei apaixonada. Na altura não entrei, mas as andorinhas que por ali esvoaçam saltaram-me à vista mesmo descendo a rua de Passos Manuel (Porto) e não pude deixar de entrar para espreitar, com a promessa que havia de voltar (não pensei é que demorasse tanto tempo para voltar!). E assim foi. Num almoço tardio com as amigas de sempre (LoveU girls), entre risadas, confissões e muita cumplicidade, passaram-se horas e, não fossem compromissos de umas e outras e o sentimento de culpa por ali estarmos alapadas há que tempos, por ali tínhamos ficado para lanchar. A comida é boa (não é top, mas é boa), os preços simpáticos e, embora o staff precise de limar algumas arestas, dá bem conta do recado. Depois há o espaço. O tal espaço do Regresso à Tradição. Com passarinhos e andorinhas por todo o lado, com cadeiras e móveis iguais às casas dos avós, com flores a fazerem lembrar a Primavera, com portas, rodapés e caixilhos de madeira branca (não sei se já alguma vez o disse aqui, mas eu AMO madeira branca),... com pormenores. É isso. A Leitaria da Baixa é um espaço de pormenores e, se há pessoa de pormenores, essa pessoa sou eu. A repetir, sem sombra de dúvida (contigo F.!! Contigo!!).

21 de fevereiro de 2014

18 de fevereiro de 2014

O melhor do fim-de-semana...*6

Se há sítio onde gosto de passear é na Afurada (Vila Nova de Gaia) e acho que até já falei aqui sobre esse meu "amor". Juntamente com a Aguda, são zonas piscatórias e muito genuínas e acolhedoras. Ontem, quando vi uns raios de sol (TÃO BOM!!), sabia que o meu/nosso passeio tinha de ser num destes locais. Optei pela Afurada por ser mais próximo e que bem que soube conversar com as senhoras a lavar no tanque, cheirar o sabão azul das suas roupas a secar ao sol nos estendais (a pequena M. delirou com estes "labirintos"), rir com a valentia de um pato só para apanhar um bocado de pão, ouvir as conversas cruzadas de quem por ali passeava e, sobretudo, ver e sentir a felicidade do meu pequeno amor com coisas tão simples da vida: um parque infantil, uma bicicleta e muita atenção e brincadeira...

17 de fevereiro de 2014

In love... *6

... com a vitória do meu Porto (já no ano passado tinha vencido, com uma outra entidade)!! Melhor destino Europeu 2014!:)

16 de fevereiro de 2014

Bem-me-quero...*1

Hoje deixo-vos com uma óptima sugestão de pequeno-almoço/lanche (que, normalmente, acompanho com um tosta de fiambre/pão com compota). Os ingredientes que usei hoje foram os seguintes (mas faço com o que houver. Tenham é atenção que não se deve misturar frutas ácidas com frutas base): uma banana, uma maçã, um punhado de amêndoas, uma colher de sopa de flocos de aveia, de sementes de goji, de sementes de papoila e de mel. Além de rápido e fácil de fazer é uma óptima forma de começar o dia!! :)

15 de fevereiro de 2014

Desejos para 2014... *6

Não me contentar com o bom quando posso ter o óptimo. Não me contentar com ser boa quando posso ser óptima. Por vezes (e no seguimento do último desejo para 2014), é mais fácil ficarmos como estamos e/ou sermos como somos, mas há que lutar para ser e ter mais e melhor. Por mim. Para mim.

13 de fevereiro de 2014

Desejos para 2014... *5

Arriscar mais. Quantas vezes recuamos como as pessoas deste vídeo (partilhado pela minha querida F.)? Quantas vezes pensamos, pensamos e voltamos a pensar e esquecemo-nos do provérbio "Quem não arrisca não petisca"? (sempre achei que os provérbios contêm em si uma sabedoria popular que há que valorizar!). Em 2014 tenho de arriscar mais em vários níveis e ser mais determinada... mas com sensibilidade e bom senso, como tudo na vida.

12 de fevereiro de 2014

Táxiiiiii!

Segundo a Miranda da série "O sexo e a cidade" (uma das minhas preferidas de sempre!!!), os homens são como os táxis. Não, não é porque quando se perde um se apanha outro, mas sim porque eles têm uma luz que se liga quando estão livres e "no ponto" (serve apenas como analogia até porque em NY é ao contrário do no nosso país: têm luz acesa quando estão livres, daí a explicação da Miranda). E o que é estar livre e "no ponto", perguntam vocês? Ora bem, estar livre e "no ponto" significa que estão prontos para assentar e constituir família. Os homens gostam de correr esta e aquela (não se ofendam homens que me lêem, mas a verdade é que vocês são um bocado assim! Nada contra, desde que eu não seja "esta" ou "aquela". Apenas quero ser "a tal"), de ter casos e poucos compromissos. Gostam de arriscar e experimentar. É assim durante algum tempo (uns mais, outros menos), até que chega um belo dia em que decidem "assentar" (depois há outros que andam anos e anos a engatar mulheres, sem nunca decidirem dar este passo. Estão a ver os táxis em noite de Santo António? É mais ou menos assim. Passam, passam e voltam a passar, mas nem unzinho livre!!). Infelizmente, os homens só acendem a luz depois de terem arriscado e experimentado muito, enquanto as mulheres já têm esta luz acesa quase desde o nascimento... mas adiante, seja porque já não vão para novos, porque os amigos começam a fazer o mesmo e sentem-se sós e sem companheiros de programas de sábado à noite, porque a família sociedade assim o exige ou porque estão (finalmente!!) a amadurecer, a verdade é que eles acabam por querer sossegar. E é aí que temos de os "agarrar". Na verdade, se não formos nós, há-de ser outra piriguetxi qualquer!! Sejamos práticas: eles querem assentar e, portanto, a que eles engatarem...BAM, é essa que vai ficar com ele. Não é o destino. É pura sorte(snif snif lá se vai o romantismo da coisa).

11 de fevereiro de 2014

Quero *1

Uma carteira prática e versátil, para usar a tiracolo num passeio pela cidade:
(Tudo Bimba e Lola online - Saldos). Infelizmente a Purificacion Garcia, de quem gosto tanto, não faz Saldos... Um bomber jack, à semelhança do que já se usa há umas estações:
(Três primeiros Mango online - Saldos e último da Zara)

10 de fevereiro de 2014

XO

Só por esta música já valia a pena ir ao concerto da Beyoncé. Addicted.
NOTA: A ser verdade que a Beyoncé anda metida com o Obama (custa-me MUITO a acreditar, mas pronto) vou barricar-me no hotel dela e dar-lhe um sermão descomunal. Isso ou obrigá-la a comer mil porcarias para ficar mal jeitosa. Humpffff.

9 de fevereiro de 2014

Ora aí está um belo pensamento da querida V.! Agree!!

8 de fevereiro de 2014

Golondrinas

Não é de hoje a paixão pelas andorinhas. Lembram-me a minha infância feliz no Verão de Freixo de Espada à Cinta, lembra-me o Verão por si só, a liberdade, o amor à família e a lealdade a um único companheiro. Depois de alguns quadros para os outros, decidi fazer um para mim (juntando-o a um outro oferecido pela minha querida amiga C.). Não podia estar mais satisfeita com o resultado final.

6 de fevereiro de 2014

Itália

Há países que visitamos e nos quais quase nos sentimos em casa. Itália é um desses países. Há uns anos fiz um curso do Eneagrama (aconselho vivamente com o Prof. Dr. Jacinto Jardim! Mais informações, contactem-me) e, de acordo com as características da minha personalidade, o país que me foi "atribuído" foi Itália, precisamente. Rapidamente, percebi que este meu amor não era em vão e, afinal, não há assim tantas coincidências... Sempre que penso em Itália, lembro-me de um dos meus livros preferidos (e filmes também!!), o "Comer, orar e amar". Já vi o filme algumas vezes mas, de vez em quando, gosto sempre de viajar um pouco com ele. Há muitos anos atrás viajei até Roma e Florença e há quatro fui a Milão e Veneza (Minha nossa! O meu cabelo parecia mesmo o da Rapunzel!! Agora percebo a razão pela qual as pessoas ficaram chocadas com o meu último corte radical!!). Foram viagens diferentes, com pessoas diferentes (bela companhia querida F.), mas gostei de todas as cidades (Milão um bocadinho tipo muito menos), do estilo de vida, da língua, da comida, dos gelados, do tempo e tenho tantas, mas tantas saudades, que começo a equacionar a hipótese de lá voltar (eu bem que queria conhecer outros países, mas há alguns que tenho de repetir, não há volta a dar). Para já, fico-me com as lembranças na memória e ajudada por algumas fotos da última viagem (as da primeira estão no outro computador. Tenho de as recuperar urgentemente!!). Espero que gostem e que viagem comigo, também.
Eu e o Ronaldo! Ah pois é! Queriam uma foto com o "Bola de ouro" não queriam?:) (é ou não é parecido?!)